Estrabismo


Popularmente chamado de vesgueira, o Estrabismo consiste no desalinhamento da visão em um ou nos dois olhos. Normalmente, esse distúrbio que surge nos primeiros anos da infância é causado por problemas nos músculos que controlam o movimento dos olhos. O Estrabismo vai além de um problema estético e necessita de tratamento, pois causa danos ao campo visual.

Normalmente, ambos os olhos fixam a visão em um ponto. O cérebro une as duas imagens, formando uma única. Quando um dos olhos está desviado, imagens diferentes chegam ao cérebro e, por isso, não há uma fusão adequada. Dessa forma, a imagem proveniente do olho desviado começa a ser ignorada, levando à perda da noção de profundidade e à Ambliopia (visão fraca ou vista preguiçosa).

Assim que o Estrabismo for percebido na criança, deve ser providenciada uma consulta com o médico especialista em Oftalmopediatria. Se a criança for diagnosticada com Ambliopia, esse problema será tratado primeiro para forçar o cérebro a aceitar a visão do olho desviado, que ficou “fraco”. Com a recuperação do campo visual, é iniciado o tratamento do Estrabismo.

Existem três classificações para o Estrabismo, conforme a posição dos olhos: divergente, convergente e vertical. No primeiro caso, os olhos se voltam para as laterais; no segundo, para o nariz e, no terceiro, para cima ou para baixo.




TRATAMENTOS PARA ESTRABISMO

O tratamento para corrigir o Estrabismo pode envolver uso de óculos, colírios, tampão, fisioterapia para os olhos ou cirurgia. O procedimento cirúrgico é feito apenas nos músculos que controlam o movimento dos olhos. A internação é curta, normalmente um dia, e a recuperação leva em torno de 15 dias.

 

Informações

Para ter mais informações sobre Estrabismo, consulte o site da Sociedade Brasileira de Oftalmologia Pediátrica

Lembre-se: Essas informações visam esclarecer o público e não substitui a avaliação de um médico oftalmologista, que é o único profissional capacitado para realizar um diagnóstico preciso e indicar o tratamento adequado para cada caso. Portanto, não pratique a automedicação e procure sempre o seu médico.

 


Banner Especialidades 2


O QUE DIZEM
DEPOIMENTOS


A equipe do Horp me acolheu de forma espetacular. Eu usava óculos desde os 4 anos de idade, pois tinha 8 graus de miopia. Após uma cirurgia para colocar lentes refrativas, deixei de usar óculos. É uma cirurgia tranquila, assim como o pós-cirúrgico. Basta apenas tomar muito cuidado e fazer o que os médicos aconselham que dará tudo certinho! Muito obrigada a toda a equipe por me acolherem tão bem, serei eternamente grata por terem me ajudado a voltar a enxergar normalmente!

Juliana Adolfo Alaminos

Tenho maior carinho e admiração pelos médicos. Quando levo minha filha para uma consulta, fico observando a dedicação e o zelo apresentado pelo paciente. Minha filha, que mora em São Paulo, faz questão de ser consultada no Horp.

Milca Barbosa

O Horp é simplesmente maravilhoso. Os médicos sempre se mostram dedicados e amigos, além de apresentar muito conhecimento e investir em aparelhos tecnológicos. Parabéns, Horp, pelo seu comprometimento com as pessoas. Sou paciente desde meus 8 anos de idade e sempre fui muito bem atendida.

Janaína Morelli

Todos os médicos que já me atenderam foram maravilhosos. O primeiro médico que me consultei, percebeu minhas necessidades e me direcionou ao especialista certo, que teve paciência e muita atenção comigo. Recentemente, fui atendida por um médico na emergência, que se mostrou extremamente atencioso, gentil e dedicado. O Horp é 10! Agradeço muitíssimo essa equipe!

Messênia Cristina Munhato

Eu e toda minha família cuidamos dos nossos olhos no Horp há muitos anos. Sentimos muita empatia por todo corpo clínico, secretárias e demais funcionários. Na nossa opinião, o Horp merece todas as estrelas do céu porque sem seus médicos, nós não estaríamos enxergando-as tão reluzentes.

Ângela Perozim

Nunca tinha desenhado nada na minha vida, mas, pelo meu filho, faço tudo e mais um pouco. Então, criei um desenho para cada dia, incentivando meu pequeno a usar os protetores oculares. O tratamento de ambliopia vai acabar logo e, durante todos esses dias, vou desenhar cada tampão com muito carinho. Obrigada, equipe Horp, por todo a dedicação no tratamento do meu filho.

Tamiris Alves