09/11/2016 00:00:00

Desmitificando as lentes de contato: o que você precisa parar de acreditar

Saiba mais sobre as lentes de contato


Miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia são problemas de visão facilmente corrigidos com o uso de lentes de contato. No entanto, muitas pessoas têm medo de usá-las por acreditar em muitas histórias que ouvem por aí. O oftalmologista Benedito Delsin, especialista em lentes de contato do Horp, explica que existem muitos mitos sobre esse tema.

Confira os cinco principais mitos:

As lentes de contato podem se perder atrás dos olhos

Mito. Fisicamente, a anatomia do olho impede que uma lente de contato vá para atrás dos olhos. Isso porque existe uma fina membrana que reveste o olho, conectada ao interior das pálpebras, que impede que qualquer coisa siga para atrás do olho.

Lentes de contato são desconfortáveis

Muitos anos atrás, as lentes eram um pouco desconfortáveis, mas isso mudou bastante. Os materiais usados atualmente na composição das lentes são macios e suaves. Muitas pessoas até se esquecem que estão com lentes de contato.

Não existem lentes de contato de grau coloridas

Essa é mais uma afirmação falsa. As lentes de contato de grau também podem ser coloridas. Mesmo assim, consulte seu oftalmologista se o seu caso permite o uso desse tipo de lente.

As lentes de contato podem pular para fora do seu olho

Quando adaptadas da forma adequada, pelo médico oftalmologista, as lentes permanecem na córnea, aderindo à tensão superficial da lágrima. No caso de ressecamento dos olhos, elas perdem a aderência e podem sair do olho.

As lentes de contato podem ficar presas ao seu olho

Quando são adaptadas, as lentes devem flutuar com o piscar. Quando presas e sem movimentação, significa aperto excessivo, causando hipóxia e danos à córnea





ULTIMAS
NOTÍCIAS